Comer sem Birras

Capa Comer sem BirrasPara algumas familias a hora da refeição é um momento de stresse que tem como ingredientes choro e muitas birras.

Há crianças que simplesmente cerram a boca e ali não entra nada. Outras demoram eternidades para comer a sopa. Há quem adore ervilhas e no dia seguinte as odeie. Há os esquisitos que só comem isto e aquilo e os que exigem bife com arroz todos os dias. Também há pais que se tornam chefe e fazem três jantares diferentes para evitar fitas. Ou os que ao porem a mesa para o jantar ligam de imediato o tablet porque, ao menos distraídos com 31 vídeos o 20 canções, os filhos vão comendo alguma coisinha.

Filipa Sommerfeldt Fernandes, terapeuta de sono infantil, ouviu as famílias, que graças à sua ajuda passaram a dormir, perguntar-lhe vezes sem conta como fazer para os filhos comerem melhor. Dedicou-se por isso a estudar este tema e a encontrar as melhores estratégias para ajudar os mais pequenos a comerem de forma variada e sem birras. Este é o resultado da sua experiência com milhares de famílias ao longo dos últimos anos.

Um plano de 6 semanas para que acabem as guerras à mesa. É essencial perceber que a comida não é moeda de troca nem serve de recompensa e que não podemos obrigar as crianças a comer, mas também não devemos desistir ao primeiro “não”. O fundamental é manter a calma.

Neste plano prático e recheado de dicas, vai aprender a definir os Tempos para Comer ou a oferecer ao seu filho a lista dos alimentos “Amados”, variando e introduzindo aos poucos e sem disfarces os “Inimigos” e “Desconhecidos”. Vai ainda ter acesso a uma série de pequenos (grandes) truques que o vão ajudar a transformar as refeições em momentos descomplicados e mais felizes.

Este não é um livro sobre o que comer, mas sim como comer, porque ter fome é natural, mas comer bem e no momento adequado é algo que se aprende. E se ensina.