A influência do tempo que passamos com os nossos filhos no Sono

IMG_0242-2

O Sono dos nossos filhos (e, consequentemente o nosso) é algo bastante complexo e não deve ser encarado como uma fórmula simples de apenas uma variável. Vou conhecendo muitas pessoas que encaram o sono apenas como Dormir. Mas o Sono não deve ser encarado APENAS como o processo de dormir.

Quem o encarar assim vai acabar por falhar quando tentar alterar a forma como os seus filhos dormem.

Isto porque o Sono é influenciado por vários factores. Pode ser influenciado pela hora de acordar, pelo sono diurno (as sestas, a sua duração, a hora a que são feitas). Pode ser influenciado pelo o que come o bebé ou a criança, pela fase de desenvolvimento em que se encontra, pela actividade que tem durante o dia, pela relação e tempo que tem com os pais, pelo estado de saúde, pela atitude dos pais em relação ao dormir… e é a Harmonia que existe entre todos estes factores que vai fazer a diferença no que diz respeito ao sono.

Hoje não vos venho aqui falar de todas elas… teria de escrever um texto enorme e depois vocês adormeciam antes de o terminar de ler 😀 mas gostaria de conversar sobre a Relação/Tempo das Crianças com os Pais por ser um dos factores mais descurados quando se quer que as crianças durmam bem.

A maioria das crianças não dorme bem se não estiver de coração cheio. E infelizmente, com vida que levamos e com aquilo que a sociedade (e nós próprias) exigimos, descuramos aquilo que é o mais importante na vida: o tempo passado com os nossos filhos.

É algo sobre o qual falo e escrevo muito porque é MESMO importante. Sei que pode ser visto como “cliché”,  conversa “cor-de-rosa” mas é MESMO importante.

Se me costumam ler e seguir sabem que eu sou aquela que vos diz a verdade. Que não vende a ideia da maternidade perfeita, linda e maravilhosa. Que vos diz isto é tramado”, “isto é difícil” e pode ser frustrante, duro, cansativo e solitário. Eu sou aquela que vos diz que por vezes é até difícil entendermos se temos, ou não, instinto maternal. Ficamos perdidas, não sabemos o que fazer, sentimo-nos culpadas porque parece que não sabemos ler o nosso bebé.

Eu vou ser aquela que vos diz que nem sempre isto é mágico. Que não há fadas ou deuses ou unicórnios.

Há mães. Há pais. Há filhos.

Há pessoas. E por isso mesmo – porque as pessoas não são perfeitas – a realidade não pode ser perfeita. MAS! Apesar de tudo isto, eu vou ser aquela que vos diz, vezes sem conta, que se o coração dos vossos miúdos não estiver cheio, eles não vão querer dormir. E à medida que crescem, o processo de adormecer pode tornar-se cada vez mais complicado porque eles conseguem inventar mil desculpas para não desligarmos a luz e ir dormir. E isso, deixa-nos sem paciência. Ficamos zangadas, ansiosas e também eles o ficam. E o nosso fim de dia – por vezes, o único momento que passamos em família –  torna-se uma porcaria de um final de dia.

Por isso, não apressem. Se têm pouco tempo, organizem-se de forma a que consigam ter nem que seja meia hora por dia de olho no olho, de brincadeira, de presença – sem estarem a olhar para o ecrã do vosso telefone. É das coisas que faço logo, quando estou em consulta com os pais – organizar o dia de acordo com as possibilidades e logística familiar de cada um. Porque sei o quanto isso importa. Porque importa para eles e também para nós.

Miúdos que se sentem amados, que têm o “balão de oxigénio” cheio de amor, de relação, de tempo tendencialmente deixam que a noite chegue sem que pareça que estão num processo de separação. E pais que sentem o mesmo, são mais relaxados e felizes. E sermos felizes é tudo o que importa.

Trackback from your site.

You might also like

Comments

  • Dina

    Written on 12 Fevereiro, 2019

    Responder

    Gostei!!! Mas não é assim tão básico. Se há coisa q o meu Afonso tem são momentos passados a dois/três com muito amor e com grande alegria. Mas as noites… Com quase 9meses e ainda não dorme a noite toda. Acorda algumas vezes e algumas vezes chega a ficar bem acordado 2/3/4 horas até voltar a dormir( até voltar a ter sono ) Está difícil!!!

    • Sleepy Time

      Written on 13 Fevereiro, 2019

      Responder

      Claro que sim Dina! O tempo que passamos com os nossos filhos pode ser de qualidade e suficiente o que não significa que durmam bem. Não é uma consequência clara, mas é um dos factores que pode ajudar a que descansem melhor. 🙂 Os Afonsos são piratinhas! Aqui em casa também há um! Se precisar de ajuda, pode enviar-me mensagem privada e explico-lhe como podemos marcar uma consulta.
      Um beijinho!

Leave a Reply