As Críticas

Happy pregnant woman with her friends relaxing at home

Há dias recebi uma mensagem que para mim é terrivelmente triste e injusta. Infelizmente não foi a primeira vez que li ou ouvi palavras semelhantes e hoje resolvi partilhar aqui o que sentem muitas das mães que me procuram.
“Estou a ser muito pressionada e sinto q não faço nada bem, sou constantemente criticada e tudo o que leio e pesquiso é contraditório. Pedi ajuda num grupo, contei que já não sinto o braço, que o meu bebe só dorme comigo ao lado e na mama, que não durmo com o meu marido e em vez de ajuda deram me os parabéns por estar a fazer tudo bem e para continuar. Sinto-me perdida e não tenho apoio de ninguém.”
O sono é o bicho-papão dos primeiros anos da maternidade. Quando temos um bebé que dorme pouco ou que interrompe o sono várias vezes por noite durante meses ou anos não é apenas o descanso que fica para trás.
Como quase todos os assuntos que envolvem a maternidade é polémico e por isso com muita frequência encontramos pessoas que criticam quem ensina os bebés e as crianças pequenas a dormir.
A verdade é que há pessoas que criticam demais, grande parte das vezes sem verdadeiramente conhecer o que estão a criticar. Algumas por estarem genuinamente convictas de que a outra pessoa está a fazer “mal”, outras porque se sentem péssimas por elas próprias não conseguirem mudar o que as deixa infelizes, outras porque só conseguem demonstrar que o que fazem é que é certo quando arrasam com opiniões diferentes, outras ainda porque… simplesmente têm tempo livre a mais! ☺
Criticas à parte há por vezes esta tendência: a de desvalorizar o que uma mãe sente. Ao ponto de, num pedido sincero de ajuda, não a oferecerem e simplesmente reforçarem aquilo que a faz sentir-se perdida e desorientada.
Quando uma família vive sem dormir bem e quer mudar não é um sentimento egoísta. Não é porque “estou-me nas tintas para o bem-estar do meu bebé e quero é descansar” – como se ouve frequentemente no lado de quem critica.
Quando uma família vive sem dormir bem e quer mudar está apenas a tomar uma atitude para ser mais família, para ser mais unida, para ser mais saudável e feliz.
Um bebé ou uma criança que acorda várias vezes por noite não descansa da mesma forma e paga factura a nível emocional, cognitivo e físico – está provado e estudado por diferentes academias pediátricas mundiais, por neurologistas, cientistas e médicos de todo o mundo… Um adulto que não descansa paga facturas elevadas também ao nível da sua saúde. Uma mãe que não descansa encaminha-se, muitas vezes, para a depressão. E uma família que não descansa pode simplesmente acabar destruída como, infelizmente, já vi vezes demais.
Quando uma mãe pede ajuda merece recebe-la.
Quando uma mãe pede ajuda não merece que a desvalorizem. Quando uma mãe pede ajuda merece que lhe apontem caminhos.
E não, não merece crítica.
Todas as mães e pais que sofrem com privação de sono devem ter a oportunidade de perceber o que podem fazer para mudar essa situação. Para o seu bem e para o bem dos seus filhos.
Não devem esperar que por artes mágicas tudo se altere. Porque normalmente não é por magia que um sono descansado acontece. É porque nós preparamos os nossos filhos para ele.

Trackback from your site.

You might also like

Leave a Reply