É preciso mudar a nossa postura em relação ao sono

happy toddler

O Sono nas crianças tem um grande problema de marketing. A verdade é que até podemos conhecer os seus benefícios e as vantagens descritas em vários estudos científicos, mas raramente temos atenção à forma como nos posicionamos em relação ao sono.
Se pensarmos bem queremos que os nossos filhos durmam, mas frequentemente – mesmo que de formas subtis e não propositadas – mostramos-lhes que o sono é algo indesejado e negativo.

“Já é hora de ir para a cama”, “TENS de ir para a cama” – quase sempre num tom ansioso e impaciente (para sermos honestas… quase sempre num tom de súplica).


Nunca nos lembramos de dizer algo como “Está quase na hora do mimo, vamos aconchegar-nos quentinhos e dormir?”.
Não, pois não?

Tornamo-nos numa espécie à parte depois de sermos mães em que a necessidade de dormir passa a ser algo de que todos os dias, TODOS, nos lembramos. E, por isso, todas as mães pensam no sono quase como que um presente, um verdadeiro luxo.
Mas porque não o “vendemos” desta forma aos nossos filhos?
Nas minhas consultas já conheci pais que põe os filhos de castigo na cama ou que os avisam de que se “não se portam bem” vão para a cama. Entendo a intenção, mas implicitamente estamos a ensinar aos nossos pequenotes que o sono é uma consequência punitiva, resultado de um mau comportamento.
Dormir não deve ser algo que passamos aos nossos filhos como uma imposição: algo que TEMOS de fazer. Dormir deve ser algo que comunicamos como bom, que sabe bem. E não como um castigo.
É importante fazer um makeover da nossa atitude em relação ao sono nas nossas casas. Não quer dizer que com isto a ida para a cama de crianças pequenas se torne o momento alto do dia e que eles gritem de alegria. Não sou assim tão optimista! (ou irrealista!)  

Mas é importante que eles se sintam confiantes e tranquilos. Vão para a cama porque a mãe e o pai o dizem, mas também porque nas suas cabecinhas é algo que lhes sabe bem. 

Vamos tentar mudar a nossa postura?

Trackback from your site.

Leave a Reply